quinta-feira, junho 28, 2007

Magical Pieces

O INESTÉTICO ou o bom senso?

Ora pois muito bem. Aqui estou eu para vos dizer que hoje estou muito irritada. As razões para tal estado (e não, não estou naqueles dias) são as seguintes: estive meia hora para descobrir uma peça de roupa que me servisse e acabei por vestir o mesmo trapo de sempre; fui à rua e quase voei literalmente com o vento que estava (e olhem que eu sou uma mulher de peso!); levei a catraia no carrinho e só encontrei obstáculos nos passeios, com carros mal estacionados, crateras abismais, passeios que não existem, lixo de canídeos por todo o lado, condutores que não respeitam a sinalização mesmo que ela esteja diante dos olhos. Eu também sou condutora e não faço aquilo!! No caminho de regresso, o carrinho estava mais pesado com as compras e tive de lutar de novo contra o vento; constatei, mais uma vez, o caos instalado na sala; na cozinha, a roupa faz concorrência à Torre Eifel e ainda tenho de fazer sopa! Terminado o rol das ninharias, só me resta constatar que fervo em pouca água! Irra!


Por falar em água e porque preciso de me acalmar, fiz um micro-documentário do que por aqui se faz para poupar a dita. Para isso, peço a vossa maior atenção para o A-A (alguidar azulinho), o protagonista deste mini trailler.


O A-A está permanentemente na casa de banho e recolhe a água que primeiro sai fria dos duches. Tem como assessor o A-Azinho (alguidar azulinho-inho), um alguidar mais pequeno, para facilitar o transporte da mesma. A verdade é que aqui em casa poupamos muita água ao fazer este pequeno gesto. Também o fechar a torneira quando passamos o gel duche no corpo ou lavamos a cabeleira. E os dentes e a barba? Bom, continuando. Essa água que fica no A-A é depois aproveitada para várias coisas:


para isto e ainda

Quando há pouca loiça, não vemos necessidade de encher a pia, por isso fora com a tampa. É só ensaboar a esponja...

Assusta-me tanto que um dia a água possa faltar!

Revolta-me tanto que haja gente sem se preocupar!



Quando faço algo pelo ambiente, estou a fazer algo por mim mesma e por quem me rodeia. E acalmo-me. E vocês, que fazem pelo nosso mundo?!

6 comentários:

miquinhas disse...

Minha querida Anadosol
Compreendo a tua irritação com aquela saída à rua num dia ventoso. Também já passei pela experiência da roupa que não serve e também só me apercebi das verdadeiras barreiras à mobilidade o dia que saí com a minha filha no carrinho de bébé. É para esquecer, acho que só não fomos atropeladas por milagre, porque os passeios esses são dos carros, das esplanadas, dos latões do lixo dos restaurantes e por aí fora, e tudo isto com o aval das entidades locais.
Em relação ao ambiente vou fazendo a minha parte, tenho os mesmos cuidados com a água (até pq vivo numa região onde era habitual faltar), faço separação do lixo para reciclar e só me chateia que os pilhões não tenham direito à mesma localização que os ecopontos. Embora já se comecem a encontrar em vários locais, o primeiro de que me dei conta na minha cidade, estava junto ao Centro Cultural, numa rua pedonal. Ora eu acho que está muito bem localizado, até porque sempre que lá vamos ver uma exposição a primeira coisa que nos lembramos é de levar no bolso as pilhas que já não prestam! Digam lá, quando saem para ver uma exposição não se lembram da reciclagem? Mas enfim, devo ser ignorante e ainda não percebi os critérios que estiveram na base daquela decisão. Ainda tenho de mudar muitos hábitos, tenho plena consciência disso, mas acho que se todos nós tivermos esta educação ambiental, deixaremos uma herança mais rica aos nossos filhos.
Beijinhos

macati disse...

ola gira!
sim, a falta de civismo está cada vez mais presente! eu entendo que as pessoas não estejam satisfeitas com a vida mas nao é razao para tanto egoismo!
em relaçao à poupança de agua: nao faço tanto como tu mas reconheço que devia fazer! tenho ja varios cuidados que nao tinha antes... ainda me faz confusao como muitas pessoas nao fazem separaçao de lixos e nao sabem as ditas cores!!!
:)
bjnh e aclama-te... sê cívica com o proximo e ensina os teus... por aí marcamos a diferença!
manela

A margarida curiosa disse...

Fica calma que tudo passa!!
Também poupo àgua, pois não vejo necessidade de esbanjar sendo que muitos não a tem.....
Fico muito irritada quando fazem isso..bjitos Sá

Anónimo disse...

Olá Ana :)

Há muito que não passava por aqui :)
Gostei do teu documentário e de conhecer os "A"zinhos aí de casa... É uma boa ideia :)
Bjinhos grandes
Marina

Anónimo disse...

Oi sis
Ainda bem que também nisto somos parecidas (e noutras coisas, como confundirem-nos na rua - ainda ontem, o pai da nossa futura vizinha ME perguntou pelo bebé!?!...).

Beijinhos Ritola

Anónimo disse...

Eu tb tenho por habito poupar àgua. Aproveito a da lavagem de frutas e verdeuras para rega de plantas por exmplo. Faço reciclagem, guardo o óleo usado que dp entrego nos bombeiros-para transformar em combustível-, ... Não custa nada! qualquer diz falo disso nun dos meus magical.

Bjs,
Isabel (Cor de Chá)